371 Views

Surpresas do (a)mar

Quando um pirata rouba um coração.

Era uma vez uma viajante
Que se apaixonou por um faroleiro.
Ela disse que poderia ser qualquer coisa que ele precisasse.
E ele disse que precisava de qualquer coisa que não fosse ela.
[…]
Então ela se foi
E levou suas ideias
E seus sonhos
E suas conchas
E suas histórias
Numa mala trancafiada.
[…]
Entrou no seu barquinho azul.
Acenou, mas o faroleiro não viu
E sumiu no oceano gigante
[…]
Guardava a mala escondida
Como quem nunca mais quer mostrar
O seu mundo particular.
Mas a vida, que se apaixonara por ela
Decidiu pregar uma peça…
[…]
Certa noite muito escura
O barquinho flutuava no meio do nada.
E um pirata, de surpresa, abordou a viajante.
Vasculhou o barquinho azul e abriu a maletinha.
Mas olhe só que surpresa…
Nunca tinha visto igual tesouro…!
Então ele roubou a maleta
E o coração da viajante
(Que era coração de ouro, valiosíssimo).
E desbravaram os sete mares
Contando umas histórias
Criando outras muitas…
E juntando tesourinhos
Que só gente que mergulha fundo no mar (e no amar) encontra.
Gostou? Compartilhe!
  •  
  •  
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
44

Imperdível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados