269 Views

Sem reciprocidade?

Sobre sentimentos que devem ser genuínos (e não forçados).

Vamos pensar juntos: se você está lutando por espaço na vida de alguém, lamento informar, mas esse lugar não te cabe. Sabe porquê? Porque se houvesse esse lugar para você, não haveria luta.

Assim como aquela calça que não serve mais e você precisa forçar para servir. Quando forçamos alguma roupa, claramente ela não é do nosso tamanho. E assim é também nos relacionamentos: se precisa forçar, forçar e forçar, não é para você.

Reciprocidade é troca, deve ser de livre e espontânea vontade, deve vir naturalmente. Amor tem que ser leve, tem que ser bom, tem que ser complemento, sereno, tem que ser ajuda, amizade, parceria e irmandade.

O que origina essa insistência? A falta de amor. Mas não qualquer tipo de amor, e sim o amor-próprio especificamente. A baixa autoestima faz você achar que merece pouco e faz você ficar forçando algo que não é para você.

É um verdadeiro salto abrir os olhos para perceber que os bons e mais genuínos sentimentos nunca se acompanham de insistência, submissão, posse, ciúmes e dor.


Por: Cláudia Magalhães

Gostou? Compartilhe!
  •  
  •  
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
3

Imperdível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados