151 Views

Papo com o Cupido

A última chance.

Ai titica!
Tá vindo pra cá. Pensa rápido, pensa rápido. Corre! Não, correr não… se esconde! Mas onde? Ai meleca! Me viu! Será que se eu abanar com as mãos ele voa pra lon…

“Bonjooooouuuuurrrrr”

E aqui está ele… com o mesmo sorrisinho malandro da última vez.
Vos apresento o famigerado Cupido. E aviso logo que não é confiável.

“Me diga uma coisa, você não tem mais nada pra fazer não? Te designaram pra me seguir?”

Ele riu.

“Fica calma, nervosinha! Acordou de mau humor? Eu só quero te apresentar alguém”

“Você já me apresentou muita gente”

Eu lembrava bem. Aceitei que ele me apresentasse Platonismo, Paixão, o Flerte, o Gostar. Sempre é furada. E depois é uma dor danada pra arrancar a flecha. Saí andando a passos largos.

“É a última vez, eu prometo. Você vai gostar dele. Nem vou precisar atirar flechas, você vai ver. Ah, aí vem ele!”

E ele vem andando calmamente.
Não traz nada… nem flores, nem chocolates, nem promessas vazias.
Sorriu de maneira meiga.
Esse é o Amor.
E tem os olhos mais lindos que já vi na vida.
Certo… talvez só mais uma tentativa.


Por: Ana Gabriela Nunes

Gostou? Compartilhe!
  •  
  •  
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
63

Imperdível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados