202 Views

Entre partidas e chegadas

Existem riscos que valem a pena.

Para manter o equilíbrio da vida a gente precisa permanecer em constante movimento.
A gente tenta. A gente acerta. A gente erra. E se errou é porque não estava parado.
Quem nunca se culpou por algo que não deveria ter feito? Para você, eu digo: PARABÉNS. Não pelo seu erro, claro, mas porque foi fiel aos seus instintos. Foi lá, pagou para ver. E bom, o que você viu já são outros quinhentos. Toda tentativa é passível de equívocos. Alguns a gente consegue enxergar de longe [mas se joga mesmo assim 😒], outros a gente realmente se engana e tropeça nos próprios pés. Tem vezes que uma tarde de choro resolve. Em outras, você abre o olho e se dá conta que chegou no inferno. Eu mesma já estive lá umas duas vezes e vou falar: dói muito. Mas às vezes tem que doer como nunca para não doer nunca mais.
Tomou uma decisão errada? Foi contra o que você mesmo prega por aí ? Desiste não. Sinal que você continua em evolução.
Vai. Tenta. Arrisca. Paga para ver. O não você já tem. Se de 5 tentativas você conseguir acertar em 3, já vai ter valido a pena.
Eu sempre soube o que teria que fazer, o que esperava que acontecesse, talvez. Mas a vida não é uma peça teatral, nem permite ensaios. É tudo ou nada.
Costumo chamar a vida de jornada porque estamos continuamente entre a partida e a chegada. Você nunca sabe ao certo o que vai fazer, com o que vai se deparar e como irá reagir diante disso tudo.
Mas a caminhada é longa. E todos os dias você tem a chance de começar novamente. Tentar mais uma vez. Não existe prazo e você não precisa ir correndo. Só precisa ir.


Por: Letícia A.

Gostou? Compartilhe!
  •  
  •  
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
62

Imperdível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados