Este post é imperdível. 408 Views

É possível reviver um amor?

Sobre plantas e relacionamentos.

Quase dois anos atrás, mudei de país e por consequência, de apartamento. Além de uma Tv, um sofá e alguns outros móveis, a dona do apê que eu aluguei também deixou pra trás quatro plantas e uma mini horta. Eu nunca fui muito de cuidar de plantas, culpa da minha memória mas resolvi que dessa vez ia ser diferente.  Comprei um kit de jardinagem na IKEA e passei uma tarde assistindo a vídeos de como podar e cuidar delas.

Fico feliz de dizer que, nesse tempo em que fui padrasto dessas plantas, as coisas correram bem. A horta continua firme forte e até acrescentei um manjericão. E as plantas andam quase todas boas e vivas, com exceção de uma.

Não importa o que eu faço, ela não revive de jeito nenhum. Desde que a vi num estado quase catatônico, passei a cuidar ainda melhor. Dou água, faço a poda e até conversei com ela.

Não adianta. Parece que a planta desistiu de mim.

Acredito que o mesmo acontece com muitos amores e relacionamentos por aí.

Depois que algo vital é perdido, não adianta mais. Depois de uma traição, uma quebra de confiança, palavras mal escolhidas ou uma ausência inesperada, você pode fazer de tudo. De tudo mesmo e mesmo assim, nada vai mudar. Aquele amor não vai reviver.

Você pode cuidar com todo carinho. Até com mais carinho do que antes. E do que outras. Dar atenção, mandar mensagem todo dia, espalhar bilhetes pela casa, preparar um jantar surpresa. Dar presentes, abraços, beijos, o que quiser. Infelizmente, não importa o que a gente faça, alguns amores não revivem.

Depois que a confiança na outra pessoa se vai, é quase impossível reconstruí-la. Qualquer cuidado ou atenção é visto com suspeita. A pessoa queria que você demonstrasse gestos de amor, mas ao fazer o que a pessoa espera, é como se esse gestos perdessem a validade. A pessoa não consegue distinguir se é um gesto de amor ou se é um ato desesperado pra reconquista-la.

Imagino que pra pessoa, também seja difícil. Ela quer confiar de novo, mas não consegue. É algo que vai além do racional. Não é como se fosse um vaso que quebrou e a pessoa precisa juntar os cacos. É como se alguém tivesse roubado esse vaso e ninguém sabe onde está.

Você tenta de tudo. A pessoa tenta de tudo. E nada. Nesses casos, o melhor é tirar seu cavalinho da horta. Pegar seu regador, sua tesoura, seus gestos de carinho, abraços apertados, beijos na chuva e jantares surpresas e mudar de jardim.

Você não precisa ficar preso à um amor de mão única. É preciso reconhecer o fim, por mais doloroso que seja. E não se preocupe, pois existem muitas plantas e jardins por aí afora. Você vai ver, mas pra isso, precisa seguir em frente. Em pouco tempo, novos amores e relacionamentos vão nascer. O mundo está cheio de pessoas prontinhas pra retribuir seus gestos de amor e deixar sua vida, todo dia, um pouco mais florida.


Gostou? Compartilhe!
  •  
  •  
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
23

Imperdível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados