163 Views

Combata a ansiedade com estas 4 dicas

Pensamentos acelerados: 4 dicas para lidar com eles.

Nossa mente pode ser nossa melhor aliada ou o maior inimigo que jamais teremos.

Estando mergulhada em assuntos relacionados a Desenvolvimento Humano nos últimos 5 anos, posso observar, estudar e sentir no dia a dia, no contato com alunos e clientes como a mente a poderosa e cria a nossa realidade. Seja interpretando os fatos daquilo que não podemos mudar, seja abrindo portas para novas possibilidades, atraindo o que iremos experimentar em seguida.

Pensamos muito. Sobre tudo, o tempo todo. A mente, a fim de justificar sua existência, não para. Ela encontra problemas – e também os cria, busca soluções, encontra e inventa respostas, traça estratégias.
Este processo muitas vezes nos deixa exaustos.
Como quando não conseguimos pegar no sono, ou acordamos no meio da noite correndo de nossos próprios fantasmas, cansados de tanto pensar.

Pensar, algo que deveria ser prazeroso, tornou-se então um fardo.
Porque pensamentos demais. Sobre nossos assuntos, e sobre os problemas dos outros. Empenhados em solucionar tudo – para nós e para os outros – em tempo integral, levamos nosso equipamento mental ao colapso.

Como lidar então com tanta informação?
A verdade é que cada indivíduo é único e tem suas peculiaridades em sua forma de existir, agir, funcionar. Não há uma fórmula mágica que se aplique a todos igualmente. Mas durante minha prática nestes últimos 5 anos, percebi alguns paralelos e deixarei algumas sugestões, para que você acesse estas informações, ajuste, adapte, e experimente do seu jeito, no seu tempo, respeitando a sua individualidade:

1. Lembre-se de EXISTIR na sua vida

Outro dia estava ouvindo uma entrevista do Tony Robins para a Marie Forleo em que ele dizia que se você não tem 10 minutos para você por dia, você não está vivendo.
Olhe para sua agenda, para sua lista de tarefas diárias. Você aparece nela?
Passamos a maior parte do tempo fazendo coisa para os outros e apagando incêndios. Vivemos em função do trânsito, daquele projeto, daquele relatório, daquela reunião, de buscar e levar os filhos em algum lugar, de fazer aquilo pra um e pra outro e simplesmente, como num passe de mágica, sumimos de nossas vidas!
Por isso meu convite é: olhe atentamente para sua vida e veja se você aparece nela.
Se sua resposta for NÃO, está tudo bem. Agora você pode mudar isso, fazendo pequenas novas escolhas. Separe, por exemplo, 10 minutos para estar com você, seja ouvindo música, dançando em casa, lendo um livro, tomando banho sem interrupções.
Você é responsável por seu bem estar, e ninguém mais. Continuar neglicenciando isso fará com que você não cumpra sua missão, que é amar, honrar, respeitar quem você é, para que possa então fazer isso pelos outros.

2. Esteja presente

Não importa o que você escolher fazer, ainda que o que tiver de fazer aparentemente não seja escolha sua, esteja ali.
Permitir que nossa cabeça nos tire do momento presente significa não viver. A vida só acontece no momento presente. Se você está com seu filho, mas sua cabeça não está ali, você não está ali. Ansiedade é querer viver o próximo momento, mas quando esse momento chegar, você não estará apto a senti-lo, pois estará ansioso pelo próximo. Deste modo, nada pode ser saboreado e a vida fica sem sal, sem graça.
Lembra do filme Click? A vida passa rápido, e a gente só leva momentos. Mas se não estamos nesses momentos, sairemos daqui deste mudo de mãos abanando.
Nunca mais será hoje. Nunca mais irei viver este dia a esta hora.
Cada momento é único e o tempo corre. Aproveite para fazer coisas que tenham significado e relevância pra você, pois são estas coisas que tornarão sua vida memorável. Não estou falando de coisas grandiosas.
Pessoas em seu leito de morte não se arrependem por não ter ido a Paris ou a Mônaco. Elas sentem por não terem vivido a vida delas de forma mais autêntica e plena (leia-se com presença), por não terem expressado seu amor, seus desejos, por não terem beijado mais, abraçado mais, amado mais.

3. Fale mais SIM pra você, ainda que isso represente falar NÃO para os outros

Quando falo SIM pra todo mundo e me contrario, eu coleciono, carrego e alimento sentimentos que vão corroendo minha vida, meu corpo e minha alma. Se respondo sempre SIM pros outros e isso me traz culpa, raiva, revoltam arrependimento, tristeza… sou eu quem estou me deixando sempre em segundo plano, e não o outro. Porque, lembra que falamos no item 1? Eu sou responsável pelo meu bem estar.
Sou guardiã da minha vida, da minha existência e da minha verdade. Se eu não defendo os meus direitos e interesses, como poderia defender os direitos e interesses da minha empresa, do meu negócio ou da minha família? Seria como um dentista desdentado: você confiaria nele pra tratar dos seus dentes?
Somente uma pessoa íntegra (que se ame, que se respeite, que se honre, que se valorize) poderá fazer o mesmo por outras pessoas ou instituições. É isso que admiramos nos nossos heróis: a integridade deles para com eles mesmos, independente de como seja a sua personalidade. Eles se honram e respeitam, e é isso que ressoa em nós e tanto nos inspira.

4. Lembre-se de respirar

Quando estamos acelerados – em corpo e em pensamento, nossa respiração se torna curta e rápida. Isso gera tensão nos músculos e tem impactos negativos sobre o cérebro e o coração, pois prejudica nossa circulação e nossa respiração.
Ao nos lembrarmos de fazer alguns ciclos de respiração profunda (inspirar e expirar profunda e lentamente), oxigenamos nosso cérebro, desaceleramos nossos batimentos cardíacos e voltamos para o momento presente, que é onde tudo acontece. É no presente que criamos o futuro, com base nos nossos pensamentos, sentimentos, emoções e vibração. Isso não é místico, é quântica pura. Somos como um rádio, que se sintoniza em determinadas frequências. E então começamos a ouvir, ver, viver o que é transmitido naquela frequência.
Se você está sempre correndo, por exemplo, está sintonizado na freqüência do estresse e da carreira, e tudo que ouvirá, verá, perceberá e experimentará estará alinhado com esta mesma frequência, ou seja, mais carreira, mais estresse.
Não dá pra sintonizar na Antena 1 e ouvir rock, certo?
Observe onde você está sintonizado. Uma pequena mudança no dial já muda totalmente o que está sendo propagado.
Onde você tem se sintonizado? E onde ou com o que gostaria de se sintonizar agora?

No curso online Oficina Flor-e-Ser eu trago exercícios práticos para você fazer um mergulho interno, e observar mais de perto o que você deseja ser, fazer, conquistar a partir de agora.
Na correria do dia a dia, é normal não termos tempo de olharmos para nós, para nossa vida e para a forma como temos agido e reagido.
Mas dá pra saborear melhor os momentos, e até mesmo os desafios. Desde que escolhamos este Despertar, ou seja, sair do automático, tomar as rédeas da nossa vida e começar a fazer escolhas, novas escolhas mais alinhadas com o que realmente desejamos viver a partir de agora.


Por: Ana Paula Barros

Gostou? Compartilhe!
  •  
  •  
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Imperdível

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados